Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Não Sei Por Onde Começar

Tópicos não programados mas actuais e com algum interesse. Atreve-te!

Não Sei Por Onde Começar

Tópicos não programados mas actuais e com algum interesse. Atreve-te!

Seg | 22.10.18

Tema que toda a gente fala, mas nunca se diz nada ao certo!

Ana Silva

Estou a falar de dietas / extra peso / estar gorda.

Sim, devo ser a pessoa número 3467902 mil a falar sobre dietas num blogue, mas é algo que se passa constantemente na minha vida e como hoje é segunda-feira, não há nada como começar uma semana com um assunto de cáca.

 

Sou uma pessoa pequena, que gosta de comer e que por isso mesmo estou com um peso acima do que efetivamente devia ter. Por questões de saúde acima de tudo mas também devido à parte estética (que é isso que interessa à maioria das pessoas).

Quando estava no secundário (à cerca de sete anos atrás), pesava entre os 50 e os 55KG sendo que nunca cheguei ao segundo número. Hoje, passado estes anos, estou nos 80KG.

O porquê disso ter acontecido? Sinceramente não sei. Sei que no secundário tinha educação física, ia e vinha a pé para casa e até dava passeios com as amigas / colegas. Nessa altura o almoço era ir ao Pingo Doce, comprar pão, fiambre/queijo, sumo e batatas fritas e enfardar até rebentar. Mas lá está, o estilo de vida era diferente.

 

Penso que a grande reviravolta foi quando saí do secundário e fui para a faculdade.

Tinha aulas só da parte da tarde o que fazia com que o pequeno-almoço muitas vezes ficasse para o vizinho. Que o almoço fosse pouco (porque não te apetecia fazer) e depois à tarde para aguentares as aulas e afins, tinhas bolos, batata fritas e pão.

Aqui a atividade física passou a ser 0. Não tinhas a obrigação de fazer exercício e depois ires para um ginásio quando acabas as aulas era complicado. A vontade era igualmente 0.

 

Depois da faculdade veio a entrada no mercado de trabalho.

Felizmente nunca fui das pessoas que ficassem em casa porque não tinham trabalho. Assim que terminei o curso (até mesmo antes de ter o certificado), já estava a trabalhar no aeroporto de Lisboa. Estive lá cerca de três meses e posso dizer que foi uma boa experiência, mas não era para mim. Não é um daqueles trabalhos que gostasse de fazer para o resto da vida. Não se tem vida (pelo menos uma estável) quando se trabalha lá.

Quando saí de lá, fui trabalhar para Odivelas, numa agência de viagens. Ia todos os dias de carro e aí comecei a fazer exercício físico. Havia um ginásio lá perto e como nunca tive problemas em me levantar cedo, lá ia eu uma hora mais cedo para ficar durante pelo menos 45 minutos a bombar. Foi assim durante cerca de quase um ano. Aí sim, tinha uma boa silhueta, que hoje ao olhar para trás sinto uma certa saudade.

Quando saí de lá para ir trabalhar para Lisboa, as coisas voltaram ao quer eram: muitas vezes o pequeno-almoço ficava por tomar, não fazia exercício e voltava para casa.

Apesar de já ter mudado de trabalho mais duas vezes depois disso, o sedentarismo ficou.

Já fiz pelo menos 3 tratamentos para tentar emagrecer, que ao inicio resultam e fico toda contente, mas depois não consigo manter.

 

O problema é psicológico, eu sei. Não consigo não comer. Ou melhor, não consigo não comer "porcarias" que me fazem engordar.

Olhar para as minhas colegas/amigas/conhecidas e ver que elas são todas elegantes ainda me faz pior. Ir ao guarda-fatos e ver que roupa que vestia à dois anos e agora já não visto ainda me faz pior.

Lá está. É psicológico e enquanto não me abrirem a cabeça e meterem isso lá dentro, penso que não há muita volta a dar.

 

 

Há por aí alguém que se sente assim?

Qual a vossa opinião / experiência sobre o assunto?

12 comentários

Comentar post